Home / Geral / Queda de cabelo pode ta ligada á insônia

Queda de cabelo pode ta ligada á insônia

Saúde fio a fio: problemas capilares que podem estar ligados a sua saúde

Você não sabe mais o que fazer para combater o frizz, a queda, a falta de brilho e a oleosidade do seu cabelo? Se nada funciona, o problema pode estar no seu metabolismo. Saiba mais

PROBLEMA: Alteração hormonal
EFEITO Queda ou quebra do fio
O cabelo feminino interage diretamente com todo o sistema hormonal. Em algumas fases, como na gestação, há uma redução na produção dos hormônios masculinos, o que faz com que a perda mensal (e natural) de fios também diminua. Depois do parto, esses hormônios voltam ao normal e os fios que não caíram durante os nove meses se soltam de uma vez. Mas o desequilíbrio hormonal pode ter causas que vão além da gravidez. Como essas substâncias são produzidas pelas glândulas endócrinas, elas têm diversas funções fisiológicas, inibindo ou estimulando o metabolismo.
Se alguma doença está ocasionando  o mau funcionamento do pâncreas,  da tireoide, da hipófise e das glândulas suprarrenais, o cabelo pode se ressentir. “O hipertiroidismo ou o hipotireoidismo estão associados à queda. Para descobrir o que está afetando a integridade do fio é necessário consultar um endocrinologista”, explica a dermatologista Sheila Bellotti, especialista em tricologia (RJ). De acordo com ela, alterações hormonais ainda enfraquecem as mechas. “Além de medicamentos, o especialista pode recomendar o uso de laser específico para estimular a nutrição do bulbo capilar”, diz.
PROBLEMA: Insônia
EFEITO: Queda de cabelo
Já é sabido que o sono é essencial para o bom funcionamento do nosso corpo. É à noite que ele recarrega as energias e prepara os órgãos para o dia seguinte. Enquanto dormimos, o cérebro produz o hormônio melatonina, com alto poder antioxidante, que protege as células e estimula o sistema imunológico. A baixa dessa substância compromete a integridade do organismo e provoca alterações no metabolismo.“Sem falar do cortisol, um hormônio que passa a ser produzido em decorrência do stress de ficar acordado e muitas vezes compromete o sistema circulatório do couro cabeludo”, explica Adriano Almeida (SP), dermatologista e diretor da Sociedade Brasileira do Cabelo. Resultado: queda acentuada dos fios. Em primeiro lugar, é preciso tratar as causas da insônia, que podem estar ligadas à ansiedade e à depressão. Depois, investir em tratamentos que estimulam a oxigenação, nutrição e circulação do couro cabeludo, como laser de baixa tensão, correntes elétricas e massagens.
PROBLEMA: Stress
EFEITO: Aumento de oleosidade, seborreia e caspa
O stress emocional tem influência direta sobre o ciclo de atividade do folículo piloso. Isso sem contar que o nervosismo e a ansiedade podem comprometer a circulação sanguínea,  dificultando a fixação dos fios no couro cabeludo. A alteração ainda aumenta a produção de estradiol, substância que impede a entrada de nutrientes na região capilar, prejudicando o ciclo natural de crescimento do fio. A tensão também costuma estimular a oleosidade, favorecendo o surgimento de caspa. “Em casos graves de stress, sugiro que a pessoa faça, além do tratamento dermatológico, um acompanhamento com psicólogo ou psiquiatra para atingir resultados satisfatórios”, descreve Sheila.
Fonte: http://maxima.uol.com.br/

AVISO: O conteúdo de cada comentário nesta página é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Veja Também

Novo comprovante de CPF diminui risco de fraudes

A Receita Federal liberou, nesta segunda-feira,  1º, o novo Comprovante de Situação do Contribuinte no ...